10/12/2012

Report Hackaton 9 Dez

Ontem foi dia dedicado ao Open Data no LCD de Guimarães. O encontro teve pouca participação mas em retrospectiva até correu bem. O principal foco do encontro acabou por ser a troca de impressões sobre a importância do Open Data e do tipo de acções que são mais importantes fazer acontecer para o potenciar e trazer ao interesse do público em geral e dos responsáveis governamentais em particular.

Há um grande entrave cultural pela frente, a falta de conhecimento. Mas a situação em Portugal não é de todo desesperante. Depois de explicado o conceito há câmaras municipais em Portugal que se interessam pela questão e tem feito algumas acções para adoptar e apoiar. Claramente que a crise financeira e a corrupção instalada nos cargos de gestão pública não facilitam o desenvolvimento como gostariamos. Temos exemplos de situações no Reino Unido, Irlanda, Finlândia, Alemanha, Estados Unidos, e mesmo em paises menos desenvolvidos da África e América do Sul onde os governos e as câmaras promovem competições de ideias e apps para incentivar os developers a utilizar a informação disponivel e potenciar a criação de novas empresas que utilizem essa informação para criar serviços ao público. Uma questão que se levanta é também a responsabilização governamental (ao nivel nacional e municipal) de estagnar o desenvolvimento de interesse público. Existem dados que poderiam estar a ser aplicados a melhorar a qualidade de vida, e que por estarem fechados nunca serão utilizados ou obrigam a comunidade a fazer esforços de crowdsourcing para os obter. Exemplos que se podem aplicar à procura melhor informada de casas, planeamento de trajectos, detecção de problemas da via pública, etc.

Durante o evento aproveitamos também para trabalhar um bocado nos projectos de interesse pessoal, o Luis Lago focou-se em pesquisa para o Mila, o Pedro Ângelo trabalhou remotamente num scrapper de informação sobre Lisboa, eu estive focado a descobrir o potencial do TileMill e tentar encontrar fontes de georeferencia dos concelhos de Portugal, o André Gaspar aproveitou para perceber melhor o que anda a ser feito em Portugal relativo a Open Data e como poderá usar a sua rede de contactos para o potenciar mais.

Um Domingo bem passado, Obrigado a quem participou. Não sei quando terei oportunidade de organizar outro evento similar, mas certamente que a malta do Transparência Hackday irá organizar mais meetings em breve.

Nenhum comentário:

Postar um comentário